sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Nova vida

Engraçado como nós nunca nos conhecemos de verdade...Esses dias senti uma nostalgia tão grande, que acabei achando que era saudades... Decidi que era saudades da minha vida, a vida que eu tinha há algum tempo atrás, e da qual tive que abrir mão pela maternidade...
Então decidi que era hora de voltar...voltar a viver, pelo menos assim eu imaginava...
Mas logo na primeira tentativa houve um fracasso; aquele mundo não é mais meu... Me senti estranha, como um peixe fora d'água.
Coisas que antes eu achava normal, dessa vez me pareceu...anormal...Nunca quis tanto estar em casa...senti falta de uma noite de sono perdida, o aconchego da minha cama, do abraço do meu filho...senti falta até da minha sobriedade.
Então eu percebi que a nostagia não era saudade...acho que eu ainda não tinha percebido que minha vida mudou, e isso não é ruim. Eu não perdi nada...pelo contrário...ganhei, e muito.
Cheguei em casa e vi meu filho dormindo, me senti feliz de ainda me restarem mais duas horas antes de ir trabalhar...rs... Me deitei ao lado dele e me lembrei de uma canção que eu costumava cantar quanto criança: como eu queria estar no escuro do meu quarto à meia noite...sonhando...
Que bom estar em casa...que bom que ele está do meu lado. E já fazem exatos quatro anos...
Não poderia deixar de escrever, meu pequeno, como faço todos os anos, que a cada dia eu fico mais feliz pelo presente que Deus me deu. Um presente que fica mais valioso a cada dia...
Obrigado pela nova vida, obrigada pelo novo amor...obrigada, meu filho...meu pequeno Davi...

2 comentários:

  1. nossa que lindo *-* parabeens pelo pequeno :] seguindo voce :D

    ResponderExcluir